Waldenor Pereira
Waldenor Pereira Deputado Federal

Poções e Nova Canaã: BA-262 já está sendo recuperada. Obra tem investimento de R$ 28 mi.

Ler mais
O Governo da Bahia iniciou ontem (26/09) as obras de recuperação da BA-262, rodovia que liga os municípios de Poções, Nova Canaã, Iguaí e Ibicuí. A obra está sendo realizada pela empresa Paviservice, com recursos que chegam a R$ 28 milhões, ...

Waldenor é homenageado pela PRF

Ler mais
O deputado federal Waldenor Pereira recebeu homenagem dos Policiais Rodoviários Federais (PRF) na Bahia entregue pelo superintendente da Polícia Rodoviária Federal na Bahia, Virgílio de Paula Tourinho, pelo presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado da ...

Governo do Estado de Deputados apoiam o esporte em Guajeru

Ler mais
Os deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual) estiveram em Guajeru, no último sábado (23), onde participaram da abertura do IV Campeonato de Futebol Society do município, a convite do prefeito municipal e parceiro dos mandatos, Gil Rocha. O evento contou com apoio ...

Waldenor critica descompromisso de Temer com o Meio Ambiente

Ler mais
Membro da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA), criticou o governo de Michel Temer pelo seu comportamento contraditório em relação a conservação do meio ambiente do Brasil, “deixando a comunidade ...
Janot pede arquivamento de inquérito do "estancar a sangria" contra Renan, Jucá e Sarney
12/9/2017 | Por: Uol

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atendeu às recomendações da Polícia Federal e pediu arquivamento de inquérito por suposta obstrução à Lava Jato, pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e pelo ex-presidente José Sarney (PMDB-MA). A investigação tinha como base os áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em conversa com os peemedebistas.

Nos diálogos gravados por Sérgio Machado, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirma ser necessário "mudar o governo para estancar a sangria" e mencionava como "solução" o então vice-presidente Michel Temer. À época, a ex-presidente Dilma Rousseff estava à beira do processo de Impeachment e o delator e o peemedebista falavam sobre as investigações.

Compartilhe
Geoffrey Robertson: "Está claro que o juiz Moro está sendo parcial"
31/8/2017 | Por: Agência PT

O Brasil é dos raros países do Ocidente onde o magistrado que atua na investigação e é o mesmo responsável pelo julgamento dos réus implicados no inquérito. Isso prejudica claramente a capacidade desse juiz de decidir com isenção e imparcialidade. A análise é do jurista Geoffrey Robertson, fundador e sócio do escritório Doughty Street Chambers, principal banca especializada em direitos humanos do Reino Unido, que nesta quarta-feira (30) falou às comissões de Direitos Humanos da Câmara e do Senado, em audiência pública.

O debate foi coordenado pela senadora Regina Sousa (PT-PI), presidente da CDH do Senado, e acompanhado pelos senadores Humberto Costa (PT-PE), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN) e Lindbergh Farias (PT-RJ), entre outros parlamentares. O deputado Paulão (PT-AL), presidente da Comissão Humanos da Câmara, também participou da audiência.

Robertson é o advogado responsável por representar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua causa perante a Corte de Direitos Humanos das Nações Unidas, na qual ele denuncia a parcialidade do juiz Sérgio Moro nas ações movidas contra Lula. Robertson explica que não é papel do tribunal da ONU dizer se o ex-presidente é ou não culpado, mas que o organismo tem autoridade para avaliar se um cidadão está tendo um julgamento justo e se há falhas na legislação do país que dão margem a condutas parciais de magistrados.

Compartilhe
Temer anuncia calote no reajuste de servidores
31/8/2017 | Por: Brasil 247

O governo Michel Temer (PMDB) anunciou nesta quarta-feira (30) que dará calote no reajuste de servidores públicos federais. 

Vinte e três categorias terão reajuste adiado do segundo semestre de 2018 para 2019, segundo o Ministério do Planejamento.

Com a medida, o governo Temer pretende “economizar” R$ 5,1 bilhões. O caixa reforçado seria para pagar juros aos bancos e rentistas.

Compartilhe
Bahia é o 2º estado que mais reduziu déficit habitacional entre 2007 e 2015
31/8/2017 | Por: Secom-BA

De acordo com dados analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), vinculada à Secretara do Planejamento do Estado (Seplan), a partir dos números divulgados pela Fundação João Pinheiro (MG) sobre o Déficit Habitacional do Brasil e suas unidades federativas, foi identificado que, na Bahia, houve importante avanço - a redução da 11,5% no déficit habitacional, que saiu de cerca de 511 mil domicílios em 2007 para 452 mil domicílios em 2015. 

Entre as 27 unidades federativas brasileiras, a Bahia foi a segunda que mais reduziu o Déficit (- 58.796 domicílios), atrás apenas do estado do Maranhão (-72.498 domicílios). O déficit habitacional baiano correspondia a 12,9% dos domicílios do estado em 2007. Já em 2015, houve redução de 3,8 pontos percentuais registrando 9,1% dos domicílios. 

Esta queda do Déficit Habitacional na Bahia foi resultado da melhora em dois componentes do déficit - Coabitação familiar (-139 mil domicílios) e Adensamento excessivo (-22 mil domicílios). Registraram aumento (suplantado pela redução dos demais), os componentes Habitação precária (cerca de 29 mil domicílios) e Ônus excessivo com aluguel (cerca de 72 mil domicílios).

Compartilhe
Governo garante R$ 33 milhões para 2ª etapa do Programa Água Doce na Bahia
30/8/2017 | Por: Secom-BA

Nesta terça-feira (29), a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) recebeu autorização do Ministério do Meio Ambiente para a continuidade do Programa Água Doce (PAD) na Bahia. A 2ª etapa do PAD no estado, no valor orçado de R$32.987.420,00, foi autorizada após gestão do secretário do Meio Ambiente, Geraldo Reis, junto ao Ministério, assegurando o gasto do recurso. Ainda esta semana, a Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), parceira executora responsável pela implantação dos sistemas de dessalinização, dará início aos processos de licitação das obras. 

O Programa Água Doce transforma água salobra de poço em água potável da mais alta qualidade para o consumo humano, através da implantação de sistemas sustentáveis de dessalinização no semiárido, incentivando a autonomia das comunidades na gestão da água. O programa tem o compromisso de garantir o uso sustentável dos recursos hídricos, promovendo a convivência com o semiárido a partir da sustentabilidade ambiental. 

"A Bahia comemora a liberação deste investimento. É mais um resultado do esforço de gestão do governo Rui Costa", comemorou o secretário Geraldo Reis. Segundo o gestor, "o Governo da Bahia está atuando em diversas frentes no combate e enfrentamento à crise hídrica, que recebe esse importante reforço. São quase R$ 33 milhões que serão destinados a uma política com resultados efetivos para garantir acesso à água, permitindo que o semiárido baiano tenha mais 150 sistemas de dessalinização. O Água Doce tem um papel muito importante porque produz água de qualidade para o consumo, garantindo este direito fundamental a famílias de comunidades rurais com extrema dificuldade hídrica", afirmou. 

Compartilhe
Em um ano, Dilma foi inocentada pelo menos cinco vezes das acusações do impeachment
30/8/2017 | Por: Socialista Morena

Xingada de “ladra” e “corrupta”, além de outros termos impublicáveis, no último ano a presidenta eleita Dilma Rousseff já foi inocentada pelo menos cinco vezes das acusações que levaram o Congresso a retirá-la do cargo para o qual havia sido reeleita em 2014. A mais recente delas foi hoje, com a notícia de que o TCU (Tribunal de Contas da União) isentou Dilma de ter cometido “qualquer ato irregular” na compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras, em 2006, assim como os demais integrantes do Conselho de Administração da empresa, na época presidido por ela. O episódio de Pasadena foi emblemático e inaugurou o início da Operação Lava-Jato, em 2014.

Em dezembro de 2015, diante da impossibilidade de sustentar que as tais “pedaladas fiscais” eram crime de responsabilidade, única razão prevista na Constituição para o impeachment, os advogados Janaína Paschoal, Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. chegaram a associar a compra de Pasadena a uma suposta “omissão” de Dilma em relação aos “desmandos” na Petrobras. Como nesta época ela não era presidente da República, o relator Jovair Arantes optou por tirar a menção à refinaria do pedido de impeachment na Câmara e deixou só as pedaladas. Entretanto, no Senado, Zezé Perrella (aquele do helicoca) usou o episódio da refinaria para justificar a saída de Dilma. “Eu voto por Pasadena, pela Petrobras, pelo nosso suado dinheiro que foi pra Cuba, África e Venezuela. É por isso que eu voto ‘sim’,” disse o amigo de Aécio Neves.

Compartilhe
Temer coloca Brasil à venda na China
29/8/2017 | Por: Brasil 247

Michel Temer embarcou nesta terça-feira (29) para a China, onde fará visita de Estado e participará da 9ª cúpula do Brics, grupo formado pelo Brasil, a Rússia, China, Índia e África do Sul. No país asiático, que é o principal parceiro comercial do Brasil, Temer vai apresentar o pacote de concessões e privatizações de aeroportos, portos, rodovias e linhas de transmissão, lançado na semana passada pelo governo, que inclui a venda de parte da Eletrobras.

O embaixador brasileiro na China, Marcos Caramuru, identifica o setor elétrico, as rodovias, ferrovias e os portos como as áreas de maior potencial de interesse dos chineses no Brasil. “Tem ativos na área de infraestrutura que vão interessar aos chineses e fazer com que eles se posicionem para participar dos leilões. A China foi o país que mais investiu em infraestrutura no mundo. Por trás disso, eles têm uma capacidade de financiamento robusta”, disse.

A chegada de Temer a Pequim está marcada para o próximo dia 31. No dia 1º de setembro, ele terá reuniões com o presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro Li Keqiang. No sábado (2), Temer vai participar do Seminário Empresarial Brasil-China, organizado pela Apex-Brasil, que reunirá líderes empresariais chineses que já investem ou têm interesse em investir no Brasil.

Compartilhe
Waldenor ® todos os direitos reservados.