Waldenor Pereira
Waldenor Pereira Deputado Federal

Comitiva busca de alternativas para retomada das obras da Fiol e do Porto Sul

Ler mais
O deputado Waldenor Pereira acompanhou a comitiva de membros da Comissão Especial da Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto, antiga FIOL, e do Porto Sul, em audiência no Ministério dos Transportes com o novo ministro, Maurício Quintela, realizada ontem (31).  Ao final do encontro, ...

Lula se reúne com bancada do PT em defesa do partido e da democracia

Ler mais
O deputado federal Waldenor Pereira, junto com toda bancada do PT na Câmara dos Deputados, participou de encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na manhã desta segunda-feira (7), em São Paulo.   Parlamentares de todo o país se deslocaram até a capital ...

Lideranças do Capinal e região estão com Zé 13

Ler mais
Lideranças e militantes do Capinal e região circunvizinha se reuniram na noite de ontem (26) para reforçar o seu apoio à eleição de Zé Raimundo a prefeito da cidade. O encontro foi organizado por Seu Mariano e pelo vereador Luciano Gomes e contou com a ...

PEC 241 vai ao Senado. Waldenor votou não.

Ler mais
A votação em segundo turno na Câmara dos Deputados aprovou, agora há pouco,  a PEC 241, conhecida como PEC da Maldade.  Com 359 votos favoráveis, 116 contra e 2 abstenções, a Proposta de Emenda à Constituição segue agora para ...
Recessão Temer-Meirelles derruba a aviação civil
9/12/2016 | Por: Brasil 247

A situação do Brasil no governo de Michel Temer está afundando o setor da aviação civil no país. Nas palavras do diretor para a América da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo), a combinação de uma crise política, econômica e social é responsável pela retração do setor, que amarga 15 meses de queda em sua demanda de passageiros.

As informações são da Folha de S.Paulo.

"Uma tempestade perfeita. Foi assim que o diretor regional para a América da Iata (sigla em inglês para Associação Internacional de Transporte Aéreo) justificou os resultados negativos do setor aéreo no Brasil.

Cerdá aponta para a redução no Brasil de 12% da oferta no mercado doméstico e 4% no mercado de voos internacionais.

Compartilhe
Sindicatos ameaçam greve geral contra a reforma da previdência
9/12/2016 | Por: Brasil 247

As principais centrais sindicais do Brasil iniciaram uma mobilização contra a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo. Os sindicalistas não concordam com os pontos mais importantes do projeto, como a idade mínima de 65 anos e a equiparação entre homens e mulheres, e alguns grupos já cogitam uma greve geral contra as propostas. 

As informações são do Estado de S.Paulo.

"Para Luiz Carlos Prates, o Mancha, do CSP-Conlutas, a proposta de reforma é um grande ataque ao trabalhador e visa acabar com as aposentadorias. “Não vemos margem para negociar com o governo, que deseja impor essa reforma sem uma ampla negociação. Estamos iniciando uma mobilização que, na nossa visão, deve culminar com uma greve geral”, afirmou. Segundo o diretor de comunicação social da Nova Central, Nailton Francisco de Souza, o governo não cumpriu o que foi combinado com as centrais quando Michel Temer ainda era presidente interino. “Foi criado um grupo de trabalho para debater o assunto. O grupo fez sugestões, mas o governo não respondeu e só nos comunicou que enviaria a proposta ao Congresso”.

Compartilhe
Odebrecht delata caixa 2 em dinheiro vivo para Alckmin, o santo
9/12/2016 | Por: Brasil 247

Em seu acordo de delação premiada, a Odebrecht afirmou que pagou caixa dois em dinheiro vivo para as campanhas de 2010 e 2014 do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Executivos da empreiteira mencionam duas pessoas próximas ao governador como as intermediárias dos repasses e afirmam que não chegaram a discutir o assunto diretamente com Alckmin. R$ 2 milhões em espécie foram repassados ao empresário Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama, Lu Alckmin. A entrega do recurso teria ocorrido no escritório de Ribeiro, na capital paulista. 

As informações são da Folha de S.Paulo. 

"Em 2014, o caixa dois para a campanha de reeleição de Alckmin teve como um dos operadores, segundo a empreiteira, o hoje secretário de Planejamento do governo paulista, Marcos Monteiro, político de confiança do governador.

Compartilhe
Como equilibrar as contas da Previdência sem cortar aposentadorias
9/12/2016 | Por: Carta Capital

A reforma da previdência que o presidente ilegítimo Michel Temer enviou ao Congresso nesta semana deve ter grande impacto na vida dos trabalhadores. Isso porque o projeto parte de um raciocínio simples para supostamente equilibrar o cofre da Previdência Social: os brasileiros estão vivendo mais, e o número de aposentados só aumenta. Para a conta fechar, eles devem se aposentar mais tarde ou ganhar menos.

O envelhecimento da população é uma realidade, reforçada pelo anúncio recente da Síntese de Indicadores Sociais 2016, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mas cortar benefícios dos trabalhadores não é a única forma de sanar as contas da previdência. É possível aumentar a arrecadação simplesmente aplicando a lei em vigor. A Constituição estabelece três fontes de contribuições para a previdência: os trabalhadores, as empresas e o governo.

Compartilhe
Sob Mendonça, educação do Brasil fica entre as piores do mundo
9/12/2016 | Por: Brasil 247

Quase metade dos estudantes brasileiros (44,1%) está abaixo do nível de aprendizagem considerado adequado em leitura, matemática e ciências, de acordo com os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), divulgados hoje (6) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Esses estudantes obtiveram uma pontuação que os coloca abaixo do nível 2, considerado adequado nas três áreas avaliadas pelo Pisa. Separadamente, 56,6% estão abaixo do nível 2 e apenas 0,02% está no nível 6, o máximo da avaliação. Em leitura, 50,99% estão abaixo do nível 2 e 0,14% estão no nível máximo; em matemática, 70,25% estão abaixo do adequado, contra 0,13% no maior nível.

Isso significa que esses estudantes não conseguem reconhecer a ideia principal em um texto ou relacioná-lo com conhecimentos próprios, não conseguem interpretar dados e identificar a questão abordada em um projeto experimental simples ou interpretar fórmulas matemáticas.

Compartilhe
Tijolaço: Eliseu Padilha é o novo Geddel
9/12/2016 | Por: Brasil 247

Texto de Fernando Brito

Ninguém duvide que a revelação de um processo de grilagem de terras  – e que terras, 2 mil hectares! – por Eliseu Padilha seja apenas o “aperitivo” de uma série de denúncias contra o avariado braço direito de Michel Temer.

Padilha é investigado em pelo menos dois processos que correm no Supremo Tribunal Federal em segredo de Justiça e que implicaram na quebra de seu sigilo telefônico e fiscal.

Temer, o senhor dos exércitos mercenários do Legislativo é um chefe sem forças próprias, que depende dos que sabem onde e como mercadejar apoio e construir maiorias.

Compartilhe
Entenda a reforma da Previdência (que vai fazer você trabalhar mais)
9/12/2016 | Por: Carta Capital

Os homens e mulheres brasileiros terão de trabalhar por mais tempo para conseguir a aposentadoria, caso a reforma da Previdência lançada pelo governo Michel Temer seja aprovada no Congresso em 2017.

As novas regras, encaminhadas à Câmara dos Deputados, foram apresentadas nesta terça-feira 6 pelo secretário da Previdência, Marcelo Caetano, em Brasília. Entenda, nas perguntas e respostas abaixo, do que se trata a proposta.

Qual é a regra atual para as aposentadorias?

Há duas regras. A primeira é por tempo de contribuição. Os homens podem se aposentar com qualquer idade após 35 anos de contribuição ao INSS, enquanto as mulheres podem fazê-lo após 30 anos de contribuição, também sem idade mínima.

Compartilhe
Waldenor ® todos os direitos reservados.